Pilates

O método foi criado por Joseph H. Pilates e associa outras técnicas de conscientização corporal e teorias de controle motor. No Brasil o método foi introduzido nos anos 90 e, ganhou popularidade porque especialistas observaram que a reintrodução dos movimentos com o uso de resistência leve nos estágios iniciais do processo de reabilitação acelerava a recuperação. É um método eficaz de reeducação do movimento que leva ao condicionamento físico e mental cujo objetivo é promover maior flexibilidade, alongamento e fortalecimento muscular, resultando numa maior conscientização do corpo.

Pilates tem mais de 500 tipos de exercícios, agradáveis de serem realizados, pois com o auxilio de equipamentos e pequenos acessórios ou apenas no solo, com movimentos precisos, proporciona bem-estar e qualidade de vida. O método combina o condicionamento físico, mental e alinhamento de postura e se baseia na crença de que a pessoa é uma unidade integrada entre o corpo e mente. Todo o movimento tem seu início no cérebro, portanto é um treinamento da mente para controlar o corpo. A musculatura profunda é o foco da técnica, que se concentra no trabalho dos músculos mais internos, fundamentais para estabilizar o tronco e diferenciar as várias estruturas corporais.Assim, é possível obter ótimos resultados em diversas disfunções, como lombalgia crônica que, por sua vez pode ter uma ou mais causas tais como postura incorreta, hérnia discal, espondilolistese, escoliose, retificação, discopatias degenerativa e ou artropatia.

A eficácia do Pilates em diminuir a dor, principalmente na lombalgia ocorre divido ao fortalecimento da musculatura responsável em proteger a coluna lombar, que é chamada de CORE. Os músculos do CORE incluem: os oblíquos ( internos e externos), o transverso do abdômen, os multífidos, o reto abdominal, os glúteos , o quadrado lombar, e os músculos do assoalho pélvico. Sua função é a estabilização e manutenção da postura em movimentos amplos ou pequenos.

O fortalecimento leva a diminuição da incidência de dores lombares, para evitar lesões, melhorar o equilíbrio e estabilização corporal durante a pratica de exercícios físicos e para a melhora da qualidade de vida em geral ( BARR et al. 2005). A respiração, presente em todos os movimentos, auxilia na realização dos exercícios com menor esforço. Esta, associada ao trabalho de alongamento e fortalecimento utilizando diversos acessórios e equipamentos, o que contribui para que o paciente realize a atividade com muita segurança, evitando esforço e lesões.

O Pilates pode ser indicado para pessoas de qualquer idade desde adolescentes a idosos, gestantes e qualquer indivíduo independente de sua aptidão física. O treinamento é realizado sob a supervisão de profissionais treinados, em um mínimo de 20 sessões, de 2 a 3 vezes por semana. Entre os seus benefícios, destaca-se a concentração, melhora do condicionamento físico e mental, o aumento da flexibilidade e coordenação motora, melhora do tônus e força muscular, maior mobilidade das articulações, alívio das tensões e estresse, estimulação do sistema circulatório e oxigenação do sangue entre outras.